sábado , 15 junho 2024
Capa » Esportes » Flu não resiste e é derrotado pela LDU no primeiro jogo da Recopa Sul-Americana
Flu não resiste e é derrotado pela LDU no primeiro jogo da Recopa Sul-Americana

Flu não resiste e é derrotado pela LDU no primeiro jogo da Recopa Sul-Americana

O Fluminense encontrou dificuldades para imprimir sua essência na altitude de 2.850 metros de Quito e saiu em desvantagem no primeiro jogo da final da Recopa Sul-Americana.

Nesta quinta-feira, o atual campeão da Copa Libertadores até suportou a pressão da LDU no estádio Casa Blanca, mas acabou sofrendo o gol aos 48 minutos do segundo tempo – com influência direta do VAR – e sendo derrotado pelo seu algoz de 2008 (Libertadores) e 2009 (Sul-Americana), pelo placar de 1 a 0.

Para ser campeão na próxima quinta-feira, no Maracanã, o Fluminense precisa vencer por dois ou mais gols de diferença. Em caso de empate no placar agregado, a decisão irá para a prorrogação e, caso persista, o título será decidido nos pênaltis.

Não demorou muito para o Fluminense começar a sentir os efeitos da altitude. Acostumado a trocar passes e lançamentos longos, o time de Fernando Diniz errou bastante o tempo de bola, a ponto de quase marcar contra, se não fosse Fábio tirar em cima da linha.

Quando teve a posse de bola no ataque, Cano foi derrubado e, apesar de rever o lance no VAR, o árbitro assinalou apenas tiro de meta.

Depois disso, só deu LDU. Vendo o time brasileiro sem sua principal característica, os equatorianos abusaram de chutes de longa distância. Zambrano mandou uma bomba e Fábio tirou com a ponta dos dedos.

Se não fosse pelo chão, os donos da casa davam trabalho para defesa pelo alto. Praticamente acuado, o Fluminense só não saiu para o intervalo na desvantagem graças às defesas do seu goleiro.

Na segunda etapa, Fernando Diniz tirou alguns jogadores desgastados, mas o panorama se manteve.

Sem conseguir imprimir seu ritmo e a marcação pressão, o Fluminense ficou refém de algumas escapadas pelas laterais, que praticamente não resultaram em nenhum lance de perigo ao goleiro mandante.

Enquanto isso, a LDU tinha um festival de escanteios, sempre assustando Fábio.

Sem conseguir chegar na troca de passes, a alternativa encontrada pelo Fluminense foi os chutes de fora da área. Lima arriscou e acertou o travessão equatoriano. Depois, após falta cobrada na área, Lelê furou na hora de concluir.

Com o passar do tempo, o time brasileiro procurou reter a bola, para não sofrer pressão nos minutos finais.

De tanto pressionar, após novo cruzamento, Arce desviou e marcou o gol da LDU, aos 48 minutos. O gol chegou a ser anulado em campo, mas foi validado pelo VAR após dois minutos de criteriosa avaliação.

FONTE: ESTADÃO CONTEÚDO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

17 − sete =