quinta-feira , 20 junho 2024
Capa » Esportes » Palmeiras vence Athletico-PR com golaço de Endrick e alcança líder Botafogo
Palmeiras vence Athletico-PR com golaço de Endrick e alcança líder Botafogo

Palmeiras vence Athletico-PR com golaço de Endrick e alcança líder Botafogo

O Palmeiras venceu o Athletico por 1 a 0 na noite deste sábado (4), na Arena Barueri, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. O golaço relâmpago de Endrick fez o Verdão empatar em pontos com o líder Botafogo.

O Palmeiras vai a 59 pontos e empata com o líder Botafogo, que tem uma vitória a mais. Os cariocas têm duas partidas a menos na tabela e enfrentarão o Vasco na segunda-feira, em São Januário. O Athletico segue como sétimo colocado, com 49 pontos.

O Palmeiras fez o gol logo aos cinco minutos, em cavadinha de Endrick, e conseguiu controlar a partida para conquistar os três pontos.

Sem Murilo e Gustavo Gómez, suspensos, o técnico Abel Ferreira manteve o 3-5-2 com Marcos Rocha (improvisado) e o jovem Kaiky Naves ao lado de Luan.

O time teve bom desempenho defensivo, mas custou a criar chances claras de gol. O gol relâmpago de Endrick sinalizou uma facilidade que não se viu no restante do duelo.

O Athletico teve a bola no segundo tempo, porém, não conseguiu reagir. O goleiro Weverton não fez nenhuma defesa difícil.

O Palmeiras voltará a campo para enfrentar o Flamengo, quarta-feira, no Maracanã. No mesmo dia, o Athletico receberá o Fortaleza, na Ligga Arena.

Gol relâmpago

O Palmeiras entrou na Arena Barueri disposto a começar bem uma partida depois do 3 a 0 no intervalo para o Botafogo, que acabou virando um 4 a 3 épico no Nilton Santos.

Bem concentrado, o Verdão abriu o placar logo aos 5 minutos, quando Raphael Veiga achou Endrick na área. O atacante, em ótima fase, encobriu Bento e colocou o Athletico em desvantagem.

Atrás no placar, o Furacão não se intimidou e foi ao ataque, mas achou pouco espaço. Na melhor chance, Canobbio ajeitou de cabeça e Vitor Bueno bateu bem. A bola desviou em Naves e saiu para escanteio.

No fim, Mayke recebeu um bolão de Zé Rafael e parou em Bento. O técnico Abel Ferreira ficou irritado no banco pelo desperdício em contra-ataques palmeirenses.

Segundo tempo enroscado

A etapa final teve cenário semelhante, mas um nível de futebol pior. O Athletico, com pouca velocidade, não conseguiu reagir. O Palmeiras, pouco inspirado, não aproveitava os espaços.

O primeiro grande momento de emoção do segundo tempo ocorreu aos 25 minutos, quando o Furacão saiu jogando errado e a bola caiu nos pés de Breno Lopes, que hesitou antes de tocar para Endrick. Na sobra, o próprio Breno bateu por cima.

Aos 33, Vitor Bueno bateu falta no capricho e Rômulo se antecipou a Marcos Rocha, mas cabeceou com perigo por cima do gol. No minuto 35, Piquerez arrancou em contra-ataque, invadiu a área e bateu raspando a trave.

No fim, o Athletico liberou até Thiago Heleno para o ataque, mas o Palmeiras manteve a defesa intacta para vencer e seguir firme na busca pelo título brasileiro.

Lances importantes

1 a 0. Logo aos 5 minutos do primeiro tempo, Raphael Veiga lançou Endrick, que encobriu Bento com muita categoria.

Susto. Aos 33 minutos do segundo tempo, Vitor Bueno cobrou falta e Rômulo cabeceou com perigo por cima do gol.

Por pouco. No minuto 35, Piquerez puxou contragolpe, entrou na área sozinho e bateu raspando a trave de Bento.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

19 − 9 =