domingo , 16 junho 2024
Capa » Esportes » Neymar tem suspeita de lesão grave em derrota do Brasil para o Uruguai
Neymar tem suspeita de lesão grave em derrota do Brasil para o Uruguai

Neymar tem suspeita de lesão grave em derrota do Brasil para o Uruguai

O atacante Neymar sofreu uma entorse no joelho esquerdo na derrota por 2 a 0 do Brasil para o Uruguai, na noite de terça-feira (17), em Montevidéu, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

A avaliação clínica preliminar dos médicos da seleção apontou suspeita de rompimento do ligamento cruzado anterior.

Exames de imagem que serão realizados quando diminuir o inchaço na região determinarão a gravidade exata do problema.

Mas a reação do jogador de 31 anos ao lance ele teve rotação anormal no joelho quando tentava apoiar o pé no gramado após contato de adversário e deixou o gramado carregado- tornou a preocupação grande.

Recém-contratado pelo Al Hilal, Neymar chegou à Arábia Saudita após uma série de temporadas no Paris Saint-Germain, da França, atrapalhadas por lesões. A pior foi uma fratura no dedinho do pé direito, em 2019, mas uma ruptura de ligamento do joelho tem o potencial de ser a mais grave de sua carreira.

O problema se deu no fim do primeiro tempo, quando o Brasil já perdia por 1 a 0. Os comandados de Fernando Diniz tiveram a posse da bola em boa parte do jogo, mas tiveram dificuldade em criar oportunidades claras de gol.

Na primeira do Uruguai, aos 43 minutos, Darwin Núnez recebeu cruzamento de Araújo e cabeceou na rede.

A jogada surgiu em uma cobrança de lateral, assim como a do segundo gol. Aos 32 da etapa final, Darwin Núñez venceu a briga no corpo na área com Gabriel Magalhães e Casemiro e jogou a bola na direção da pequena área.

De la Cruz bateu de primeira e matou as chances do adversário que teve só uma oportunidade real, uma batida de falta de Rodrygo no travessão.

Chegou a gritar “olé” a entusiasmada torcida uruguaia no estádio Centenário. A formação celeste chegou aos sete pontos e assumiu a vice-liderança das Eliminatórias após quatro rodadas, atrás apenas da Argentina. O Brasil tem a mesma pontuação na tabela, mas fica atrás nos critérios de desempate.

Independentemente da classificação e da lesão de Neymar, foi um resultado significativo. O Brasil não perdia para o Uruguai desde 2001. Não perdia para o Uruguai por mais de um gol desde 1983.

E não perdia qualquer jogo das Eliminatórias do Mundial fazia oito anos, com 37 partidas de invencibilidade.

“A gente tem que ser realista. Não jogamos bem, o momento não é bom, a gente precisa melhorar”, afirmou o volante Casemiro, cobrando uma assimilação rápida das ideias de Diniz o interino até o próximo ano, quando a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) promete apresentar o italiano Carlo Ancelotti.

Fonte: FOLHAPRESS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

dez + oito =