quinta-feira , 13 junho 2024
Capa » Sem categoria » Maternidade Evangelina Rosa passa a funcionar de forma integral em nova sede
Maternidade Evangelina Rosa passa a funcionar de forma integral em nova sede

Maternidade Evangelina Rosa passa a funcionar de forma integral em nova sede

A Nova Maternidade Dona Evangelina Rosa (NMDER), localizada na Avenida Presidente Kennedy, zona Leste de Teresina, agora substitui, de forma oficial, os atendimentos da antiga infraestrutura de saúde pública, localizada na Avenida Higino Cunha, zona Sul da capital. O governador Rafael Fonteles visitou o local no final da tarde de terça-feira (28).

primeiro bebê nasceu no prédio no domingo (26), pesando 2,980 kg e medindo 51 cm, já recebeu alta. Já foram realizados nove partos na nova sede. A antiga maternidade encerrou as admissões na terça-feira (28).

“Eu diria que é a maior e melhor maternidade pública do Brasil. Nossas mamães e bebês terão um cuidado especial e de altíssima qualidade. Aqui é atendido o povo mais pobre do Piauí, mas com atendimento de ponta. Ao todo, são mais de 1.500 colaboradores”, disse o governador Rafael Fonteles.

Segundo o governador, o nome foi preservado em razão dos 47 anos de serviço prestado à sociedade pela antiga Maternidade Dona Evangelina Rosa. “Vamos querer esse mesmo padrão da maternidade nos demais hospitais do Piauí. Já estamos tendo melhora significativa em todos”, afirmou.

O prédio está recebendo as transferências dos pacientes da antiga maternidade e fazendo novos atendimentos. “A outra antiga vai estar de portas fechadas para começarmos a fazer a organização para implantar lá uma central de tratamento de saúde mental e também geriatria”, explicou Antônio Luiz, secretário de Estado da Saúde.

Carmen Viana, diretora-geral da NMDER, explica que a admissão de novos pacientes é feita através da regulação. Os pacientes da UTI Materna, Unidade Neonatal, Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru (UCINCa) e Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional (UCINCo) já foram realocados para o novo prédio.

“Os partos não vão mais acontecer na maternidade antiga. Até sexta-feira, acreditamos, vamos ter transferido todos os pacientes que ainda estão lá”, disse Carmen Viana.

A nova maternidade tem 293 leitos, possui seis salas de centro cirúrgico, três salas do Centro de Parto Normal (CPN) e Banco de Leite.

FONTE: CIDADE VERDE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

7 − cinco =