sábado , 13 julho 2024
Capa » Esportes » Salário maior e bônus por metas: como o Corinthians tenta convencer Carille a deixar o Santos
Salário maior e bônus por metas: como o Corinthians tenta convencer Carille a deixar o Santos

Salário maior e bônus por metas: como o Corinthians tenta convencer Carille a deixar o Santos

O Corinthians usa diversas ferramentas para tentar convencer Fábio Carille a deixar o Santos e assumir a equipe como técnico até o fim de 2025. O Timão já havia procurado o empresário do treinador, Paulo Pitombeira, nas últimas semanas e intensificou as conversas desde terça-feira, quando António Oliveira foi demitido.

A proposta apresentada pelo Corinthians é considerada vantajosa financeiramente e faz o treinador balançar. Carille e sua comissão técnica receberiam o mais do que o dobro dos salários que atualmente são pagos pelo Santos. Além disso, o pacote inclui luvas para a assinatura do contrato e um bônus de acordo com desempenho.

Evitar o rebaixamento no Brasileirão e garantir uma vaga na Conmebol Libertadores ou Sul-Americana aumentariam os ganhos de Fábio Carille. Além disso, o treinador e sua comissão teriam premiações de acordo com o avanço de fases na Copa do Brasil e Conmebol Sul-Americana – o Timão está nas oitavas de final em ambas competições.

Tudo isso, aliado aos atritos que ele vem tendo com a cúpula do Santos, faz o treinador balançar.

Caso Carille dê sinal verde, o Corinthians está disposto a avançar na contratação e pagar a multa rescisória do treinador com o Santos. De acordo com apuração do ge, o valor aproximado é de R$ 2,5 milhões.

A direção corintiana aguarda uma resposta definitiva de Carille no fim de semana. O Santos entrou em campo nesta sexta-feira, no Ceará, e retorna para a Baixada Santista na manhã deste sábado.

Uma questão que preocupava o Corinthians era a possibilidade de “herdar” o processo que o V-Varen Nagasaki, do Japão, move na Fifa contra o treinador pela rescisão de contrato antes do acerto com o Santos, que foi acionado pelo V-Varen para o pagamento da multa no valor de R$ 7,3 milhões.

Em 2022, o Timão acabou sendo condenado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) a pagar uma indenização de 2,6 milhões de dólares (cerca de R$ 13,3 milhões) ao Nagoya Grampus, do Japão, pela rescisão do atacante Jô.

Há o entendimento entre o Corinthians e as pessoas que cuidam da carreira de Fábio Carille que os casos são distintos e de que o processo que envolve o treinador dificilmente vá afetar o clube.

Por que Carille?

Identificado com o clube e adaptado ao mercado brasileiro, Carille é considerado um técnico “seguro” num momento em que o Corinthians entende que não pode errar.

Antes mesmo da queda de António Oliveira, dirigentes do Timão sondaram pessoas do entorno de Carille. O argentino Ramón Díaz também chegou a conversar com Augusto Melo e Fabinho Soldado, mas a ideia inicial do presidente prevaleceu e o último treinador campeão pelo clube seguiu sendo o plano A.

O ex-jogador e ídolo Carlitos Tevez chegou a ser oferecido como opção para comandar o clube, mas teve o nome prontamente vetado.

Augusto Melo e pessoas próximas que possuem voz ativa no departamento de futebol entendem que Fábio Carille tem conhecimento do clube e que será fundamental no processo de reformulação do elenco após perdas recentes de jogadores experientes.

Carille teve duas passagens como técnico pelo Corinthians. Em 183 jogos, obteve 86 vitórias, 56 empates e 41 derrotas, tendo conquistado o Brasileirão de 2017 e o tricampeonato paulista (2017, 2018 e 2019). Antes, foi auxiliar do clube por mais de uma década.

FONTE: GLOBOESPORTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

vinte + quinze =