sábado , 13 julho 2024
Capa » Esportes » Gabigol recusa proposta do Flamengo, e empresário começa a trabalhar saída
Gabigol recusa proposta do Flamengo, e empresário começa a trabalhar saída

Gabigol recusa proposta do Flamengo, e empresário começa a trabalhar saída

Gabigol e Flamengo voltaram a conversar sobre a renovação do contrato, mas o atacante recusou a oferta do clube. O cenário atual é de pessimismo sobre uma permanência. O empresário do jogador admitiu que já começa a trabalhar na saída.

O Flamengo ofereceu extensão até o fim de 2025 e aumento salarial de quase 50%. O tempo de contrato não agradou o jogador. A informação inicial foi do ge e confirmada pelo UOL.

Gabigol fica livre para assinar pré-contrato com outra equipe na segunda-feira. Ele tem vínculo até dezembro de 2024.

Clube e atleta ainda devem ter mais uma rodada de conversas. O acordo feito ainda no ano passado era de cinco anos de contrato, além da valorização salarial e luvas.

O empresário de Gabriel, no entanto, já admite trabalhar para uma saída. Em entrevista ao SporTV, Junior Pedroso explicou a situação do atleta.

“Não consegui mais conversar com o Bruno [Spindel] sobre renovação e agora o Flamengo foi direto no Gabriel com a proposta de um ano de contrato. Isso foi direto com o Gabriel, e ele estranhou. A gente imaginou que viria alguma coisa do Flamengo, mas nunca imaginamos que viria um ano de contrato.

Independentemente dos termos financeiros. Óbvio que ele negou. Discutimos o tema e resolvemos começar a trablhar na saída dele do Flamengo. Isso é recente”, afirmou Pedroso.

O empresário abriu a possibilidade de Gabriel deixar o Flamengo ainda em julho.

“Se o Flamengo entende por bem que pode se aproveitar desse momento para exigir uma troca ou valor financeiro para liberar o Gabriel de forma antecipada, isso claramente poderia ser efetuado. Caso contrário, vai sair em dezembro livre. Depende da forma do clube o que eles preferem”, disse.

“Gabriel está muito incomodado porque interfere na relação dele com o torcedor. Isso nunca vai acabar, o ciclo dele foi muito vitorioso no Flamengo. A gente gostaria que fosse diferente, mas precisamos entender que o clube tem uma gestão por trás.”

O camisa 99 está visado no mercado. Diversos clubes monitoram a situação dele e podem fazer uma investida nos próximos dias. Palmeiras e Cruzeiro são alguns dos interessados.

“Não avançamos em nenhuma negociação, mas houveram contatos de clubes e vamos retornar eles agora para entender o nosso próximo movimento” concluiu Pedroso.

ACORDO NÃO FOI ASSINADO

No final do ano passado, houve celebração informal entre as partes sobre a renovação. O presidente Rodolfo Landim, porém, não deu o aval para a conclusão da negociação. “Em outubro de 2023, selamos o acordo. Os dois ligaram e nos parabenizam pela extensão de cinco anos de contrato.

Isso aconteceu com os pais do Gabriel, e no próprio CT, pelos termos que haviam sido construídos. A única objeção eram as renovação do Everton Ribeiro e Bruno Henrique, e entendemos”, disse Pedroso.

O estafe de Gabigol estranhou a falta da documentação e de respostas. Depois desse acordo, segundo Pedroso, o Flamengo parou de responder o estafe e a imprensa passou a noticiar a dificuldade em aprovar a renovação internamente.

“A gente imaginava que poderia haver algum movimento no início do ano, mas nenhum movimento do lado do Flamengo aconteceu. Aconteceu o movimento do Corinthians, mas não abrimos negociação por respeito ao Flamengo.

É o time onde ele tem identificação muito grande, ama o Rio de Janeiro, é bem feliz com o que construiu, apesar das investidas de outro clube do Brasil e de fora. Era o que ele queria. O Corinthians andou citando que oferecemos o Gabriel lá, que discutimos a negociação e isso nunca aconteceu.

Recebi a informação que era o Flamengo que estava tentando concluir essa transferência”, diz Pedroso.

Em maio, o Flamengo teria perguntado se Gabigol queria reabrir a negociação e teve sinalização positiva. “Eu expus que sim, entendemos que tivesse problemas jurídicos internamente, mas que estávamos dispostos a conversar.

O Bruno não apresentou nada, papo informal, demos prazo até julho. O Gabriel não iria esperar até dezembro. Ele tem 27 anos e está em um ciclo importante na carreira”, explicou o empresário.

FONTE: FOLHA PRESS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

cinco + seis =