Untitled Document
 
 
 
 
 • Notícias
Floriano
Teresina
Brasil
Veja todas
 • Esportes
Futebol - Piauiense
Futebol - Brasileiro
Veja todas
 • Entretenimento
Agenda
Galeria de fotos
Vídeos
Mural de recados
 • Serviços
Anuncie
102 On-Line
Busca de CEP
Bloco Furacão
Eu to na Farra
FlorianoNet
Igreja Batista
 • Enquetes

O que você NÃO mudaria em Floriano?

Centro comercial (30.2%)
Escolas e universidades (16.9%)
Cais do Porto (17.2%)
Florianenses (16.4%)
Visitantes (19.2%)
 



noticia

13/02/2018 às 14h05min - Atualizada em 13/02/2018 às 14h05min
Luis Orlando - Floriano(PI)
TAMANHO DA FONTE A- A+
Eliminada em Paris, Sarah Menezes terá trabalho para voltar ao topo do judô mundial

Dias antes de embarcar para Paris, a judoca concedeu entrevista afirmando que queria ser campeã. Não falou em ir ao pódio ou conseguir um bom resultado, como em outras ocasiões. Queria o título.

Fez duas lutas. Venceu uma, perdeu outra. Não pontuou em nenhuma.

Foi para o Golden Score com Edna Carrillo e chegou a estar empatada em duas punições com a mexicana. Quem sofresse mais uma, estaria eliminada. Sarah levou a melhor.

Na sequência, nas oitavas-de-final, não foi assim. Antes do fim da luta, a piauiense já havia sofrido a terceira punição contra a ucraniana Daira Bilodid, visivelmente mais alta que Sarah Menezes.

A eliminação, no entanto, não foi para qualquer uma. Com apenas 17 anos, Daira Bilodid é campeã europeia, venceu o Grand Prix de Tunes, na Tunísia, em janeiro, e agora é a nova campeã do Grand Slam de Paris na categoria ligeiro (48kg). A ucraniana venceu a sul-coreana Yujeong Kang na decisão.

Sarah Menezes passo um ano entre as meio-leves (52kg). Estudou, analisou, sentiu a manga do quimono das adversárias. Decidiu voltar ao peso antigo. É um recomeço. Por mais que já tenha sido campeã olímpica entre as ligeiros, é um recomeço. As velhas conhecidas também já a conhecem mais. E surgiram novas adversárias a serem estudadas. É preciso ter paciência para reconquistar sua posição entre as melhores do mundo.

Brasil sem medalha

Dos sete brasileiros em ação neste sábado, somente dois não foram eliminados na estreia: Sarah Menezes e Phelipe Pelim (60kg), que chegou mais perto do pódio. Depois de perder a semifinal para o uzbeque Sharafuddin Lutfillaev, o judoca foi derrotado na disputa de bronze pelo britânico Ashley McKenzie. O torneio continua neste domingo (11).

Brasileiros no primeiro dia do Grand Slam de Paris 2018

Sarah Menezes (48kg)
Venceu Edna Carrillo (MEX) na estreia
Eliminada nas oitavas-de-final por Daria Bilodid (UKR)

Jéssica Pereira (52kg)
Eliminada na estreia por Astrid Gneto (FRA)

Eleudis Valentim (52kg)
Eliminada na estreia por Uta Abe (JPN)

Ketleyn Quadros (63kg)
Eliminada na estreia por Cuijuan Chi (CHI)

Phelipe Pelim (60kg)
Venceu na estreia Vicent Limare (FRA)
Venceu Lukhmu Geochkhvimiani (GEO) nas quartas-de-final
Derrotado por Sharafuddin Lutfillaev (UZB) na semifinal
Derrotado por Ashley McKenzie (GBR) na disputa de bronze

Felipe Kitadai (60kg)
Eliminado na estreia por Richard Vergnes (FRA)

Charles Chibana (66kg)
Eliminado na estreia por Zhiqiang Wu (CHI)







  OUTRAS NOTÍCIAS
21/06/2018 - Tite rebate crítica e confirma Thiago Silva como capitão
20/06/2018 - Uruguai joga para assegurar vaga nas oitavas de final
19/06/2018 - Próxima rival do Brasil, Costa Rica tem time envelhecido e jogo manjado
18/06/2018 - FIFA abre procedimento disciplinar contra o México por gritos homofóbicos da torcida
17/06/2018 - 17 de junho, 17 anos depois: Brasil estreia em outro dia para ficar na história de Tite
16/06/2018 - Nigéria enfrenta Croácia sem as "galinhas da sorte" na arquibancada russa
14/06/2018 - Santos vence Fluminense no Maracanã e evita zona de rebaixamento
13/06/2018 - Sport, inteiro, recebe o Grêmio bastante desfalcado na briga pelo G4
12/06/2018 - Scarpa perde ação na Justiça do Rio e segue sem poder jogar pelo Palmeiras
11/06/2018 - Barbieri exalta atuação do Flamengo, mas contém euforia


2008 Reporter Amarelinho - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento: Eutonafarra.com.br e G10HOST